Pack Vinhos do Douro

Conjunto de 6 garrafas

2 Excomungado Tinto _ Quinta Vale de Pios

2 Quinta do Crasto Tinto

2 Quinta S. José Colheita Tinto

More details

pack003
Novos Produtos

55,68 €

- +

Comparar

Adicionar à Lista de desejos

 
Mais informação

Conjunto de 6 garrafas

2 Excomungado Tinto _ Quinta Vale de Pios

2 Quinta do Crasto Tinto

2 Quinta S. José Colheita Tinto

 

Excomungado Tinto _ Quinta Vale de Pios

O ano agrícola começou com um Inverno húmido, com valores de precipitação assinaláveis, importantes para repor os níveis freáticos, depois de longos anos quentes e secos. O tempo decorreu de feição durante a floração e os meses de Maio e Junho trouxeram bastante calor. No entanto, 2011 foi definitivamente marcado por temperaturas amenas durante o Verão. A maturação ocorreu de uma forma muito equilibrada e durante a vindima o tempo manteve-se seco. Excomungado 2011 mostra uma excelente acidez  e uma fruta muito expressiva.

As uvas foram colhidas manualmente e fermentadas em cubas de inox. Isto permitiu uma maceração prolongada, o que contribuiu para a concentração deste vinho.

Touriga Nacional             30%

Touriga Franca                 40%

Tinta Roriz                         20%

Tinto Cão                            10 %

Álcool: 12,5% vol.
Acidez total: 4, g/l ácido tartárico
pH: 3,73

5.000 Garrafas

Excomungado aprecia-se de imediato, mas pode evoluir tranquilamente em garrafeira. Merece ser arejado previamente. Deve ser servido a uma temperatura de 15ºC.

Enólogo: José Maria Machado

 

Quinta do Crasto Tinto

Na elaboração deste vinho são utilizadas as castas tradicionais do Douro - Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tinta Barroca e Touriga Franca. Sem estágio em madeira, pretendemos que seja um vinho fresco, frutado e “fácil” de beber.

Cor rubi intenso, aroma a frutos vermelhos muito maduros. Na boca a fruta está bem presente, com boa estrutura e taninos ligeiros que o tornam um vinho muito agradável.

 

Características

Casta - Tinta Roriz, Tinta Barroca ,Touriga Franca e Touriga Nacional

Sistematização - Patamares

Idade  - > 20 anos

Exposição - Nascente/Sul

Solo - Xisto

Denominação de Origem - Douro

 

Tecnologia de Vinificação

As uvas, provenientes de talhões previamente seleccionados, são transportadas em caixas de 25 kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada das adegas, antes de serem desengaçadas e esmagadas e transferidas para cubas de fermentação em aço inox onde fermentam com temperatura controlada durante um período de 10 dias.

 

 

Quinta de S. José Tinto

Prémios

2012: Berliner Wein Trophy 2014: Medalha de Prata

2011: Concurso Vinhos de Portugal 2014: Medalha de Prata

2009: Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados 2011: Medalha de prata

         International Wine & Spirit Competition 2011 - Touriga Nacional Blends: Prata

2008: Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados 2010: Medalha de prata

 

Região:

As uvas que deram origem a este vinho provêm de diferentes parcelas de vinha da Quinta de S. José, situada no Cima Corgo, muito próximo do Rio Douro, com uma altitude que vai desde os 150 aos 300 metros.

Exposição norte e com solo muito xistoso.

Castas:

40% Touriga Franca

55% Touriga Nacional

5% Tinta Roriz

 

Vinificação e Estágio:

Uvas vindimadas à mão, para caixas de 25Kg, no seu ponto ideal de maturação; pretendendo-se que apresentem uma maturação pujante, conduzindo a maior concentrações aromáticas e polifenólicas. Após suave esmagamento e desengace total, as uvas são fermentadas em cubas Inox e lagar permitindo assim que os constituintes de qualidade presentes nas películas das uvas bem maduras, passem suavemente para o vinho. Após fermentação maloláctica, o vinho estagiou em barricas usadas de carvalho francês de 225 e 400 litros, durante aproximadamente 10 meses.

 

Apreciação organolética:

Cor púrpura e bastante profunda, aromas vivos e bastante distintos onde predominam o carácter frutado e floral com notas especiadas frescas, provenientes da madeira muito discreta e bem integrada no vinho. Na boca mostra acidez equilibrada, bom carácter de fruta, muito harmonioso e equilibrado com um final fino e longo.

 

Modo de servir:

Servir a uma temperatura entre 14 e16ºC.

Conservação:

Em local seco com temperatura constante e fresca. A garrafa deverá ser guardada na posição horizontal.

Teor Alcoólico: 13,5% Vol. (20ºC)

Acidez Total: 4,5 g/dm3 (Ácido Tartárico)

Acidez Volátil Corrigida: 0,4 g/dm3 (Ácido Acético)

PH: 3,66

Produção:

14.700 garrafas de 0,75L

Enólogo:

João Brito e Cunha

10 Outros produtos da mesma categoria

Clientes que compraram este produto também compraram:

Marcas de Produtos

Comparar 0